Chegada do Thot



E o Thot chegou, finalmente depois de uma longa espera ele veio se juntar à coruja Sophia. Na quarta feira, dia 24/05 as 20 horas o pegamos em confins na GOL LOG e o levamos para casa.

Para quem não se lembra, há dois anos eu comprei um macho de coruja de igreja (Tyto furcata) e após a espera de um ano ele chegou. Porém logo após duas semanas percebemos que era uma fêmea e a coruja passou a se chamar Sophia. Logo eu encomendei um macho para fazer companhia à Sophia e agora o Thot chegou! (assim esperamos hahaha)


Festa na Gol Log para buscar o Thot!




Apresentando o Thot

O comportamento do Thot é totalmente o inverso do comportamento da Sophia quando chegou, Sophia era bem maior do que ele, creio que tinha aproximadamente 45 a 50 dias e era agressiva e para conseguir tirar da caixa de transporte foi uma luta. Tive que deixar a Sophia dormir na caixa e só a tirei na manhã seguinte, ela me atacava com as garras e mesmo com a luva foi complicado, e após coloca-la na caixa transparente ela ainda demorou horas para comer pela primeira vez. 

Thot eu tirei da caixa sem dificuldade, logo já expeliu a egagrópila e comeu dois pintinhos de um dia picados. Já aceitou toque, apesar do medo e de fazer o chiado de cobra, comum nesta idade quando sente medo.



Em dois dias ele já estava manso, eu sentava no chão e o colocava no colo e ele se sentia totalmente confortável. Se eu o colocava no chão, já vinha correndo subir novamente no meu colo.

A alimentação durante os primeiros 7 dias foram pintinhos de 1 dia, depois passei para codorna e agora depois de quase 15 dias comigo estou introduzindo ratos na sua alimentação, ainda intercalando com a codorna.




Sua interação com a Sophia é pequena, ela assim que o viu no segundo dia de sua chegada, o quis adotar imediatamente, e começou a voar com o seu rato no bico tentando levar para ele comer. Obviamente que eu não permiti, ele precisa imprintar em mim e não nela, ou então crescerá uma coruja selvagem. Após uns 4 dias a Sophia parou de apresentar este comportamento, porém está extremamente ciumenta e agora só está aceitando alimento picado e no bico. Como ela está na muda eu não a estou voando diariamente, porém desde que o Thot chegou e ela parou de querer alimentá-lo, eu estou fazendo voos verticais diários com ela e ela apresenta boa resposta.


A mudança de comportamento do Thot é incrível, antes tímido e temeroso em explorar o ambiente quando fora da caixa, agora ele é ativo, curioso e muito agitado. Se comparamos o comportamento dele com a Sophia, há uma grande diferença. Sophia depois que amansou, o que levou quase duas semanas para o total amansamento, era mais quieta e tranquila. Thot é muito hiperativo, já está pulando para fora da caixa e quer brincar o tempo todo.




Por enquanto é isso, continuem acompanhando o Diário de Thot.
Não se esqueçam de curtir a página do Corujando por aí no Facebook e se increverem no nosso canal no Youtube

Bicadinhas!
Kátia Boroni

Thot´s Diary

Thot finally arrived, after a long wait he came to join the owl Sophia. On Wednesday, May 24, at 8:00 pm, we went to Confins airport (Belo Horizonte – MG – Brazil) at GOL LOG and took him home.

For those who do not remember, two years ago I bought a male barn owl (Tyto alba/furcata) and after waiting a year it arrived. But soon he arrived, we realized that it was a female and the owl was called Sophia. Then I ordered a male barn owl to join Sophia, and now Thot has arrived! (we hope it´s really a male lol)

Thot's behavior is totally the reverse of Sophia's behavior when she arrived, Sophia was a lot older than him, I think she was about 45 to 50 days old and she was aggressive and getting her out of the transport box was a struggle. I had to let Sophia sleep in the box and only took her out the next morning, she attacked me with her claws and even with the glove was complicated, and after putting her in the transparent box she still took hours to eat for the first time.

I took Thot out of the box without difficulty, soon he expelled the pellet and ate two chopped one day chicks. He already accepted touching, despite the fear and to make the snake sound, common at this age when the owl feels afraid.

In two days he was already tame, I sat on the floor and put him on my lap and he felt totally comfortable. If I put him on the floor, he ran to my lap again.

In the first days he was fed day one chicks, then quail and now I am introducing rats in his feeding, still intercalating with quail.

His interaction with Sophia is small, as soon as she saw him on the second day of his arrival, she wanted to adopt him immediately, and began to fly with her rat in the beak trying to get him to eat. Obviously I did not allow it, he needs to imprint on me and not on her, or else a wild owl will grow. After about 4 days Sophia stopped showing this behavior, but is extremely jealous and now is only accepting chopped food on the beak. Since she's in the moult I'm not flying her every day, but since Thot arrived and she stopped wanting to feed him, I'm doing vertical flights daily with her ,and she's got a good response. For now that's it, keep following Thot's Diary.

Do not forget to like the page of the Corujando por aí on Facebook and subscribe in our Youtube channel.  

Kisses!
Kátia Boroni

El Diario del Thot

Thot llegó, finalmente después de una larga espera él vino a unirse a la lechuza Sophia. El miércoles, día 24/05 a las 20 horas lo recogemos en Confins (Belo Horizonte – MG – Brasil) y lo llevamos a casa.

Para quien no se recuerda, hace dos años compré un macho lechuza de los campanários (Tyto alba/furcata) y después de una espera de un año él llegó. Pero luego percibimos que era una hembra y la lechuza pasó a llamarse Sophia. Enseguida compré un macho para hacer compañía a Sophia y ahora Thot llegó! (Esperamos que sea mismo un macho jejeje)

El comportamiento de Thot es totalmente el inverso del comportamiento de Sophia cuando llegó, Sophia era mucho mayor que él, creo que tenía aproximadamente 45 a 50 días y era agresiva y para conseguir sacar de la caja de transporte fue una lucha. Tuve que dejar Sophia dormir en la caja, y sólo la saqué a la mañana siguiente, ella me atacaba con las garras e incluso con el guante fue complicado, y después de colocarla en la caja transparente ella todavía tardó horas para comer por primera vez.

Yo saqué Thot de la caja sin dificultad, luego ya expelió a la egagrópila y comió dos pollitos de un día picados. Ya aceptó toque, a pesar del miedo y de hacer el chido de serpiente, común a esta edad cuando sienten miedo.

En dos días él ya estaba manso, me sentaba en el suelo y lo colocaba en el regazo y él se sentía totalmente cómodo. Si yo lo ponía en el suelo, ya venía corriendo de nuevo a mi regazo.

La alimentación durante los primeros 7 días fueron pollitos de 1 día, luego pasé a codornices y ahora después de casi 15 días conmigo estoy introduciendo ratones en su alimentación, aun intercalando con la codorniz.

Su interacción con Sophia es pequeña, así que lo vio en el segundo día de su llegada, ella lo quiso adoptar inmediatamente, y comenzó a volar con su ratón en el pico tratando de llevarlo para que Thot lo comiera. Obviamente, yo no lo permití, Thot tiene que improntar conmigo y no con ella, o bien crecerá un búho salvaje. Después de unos 4 días Sophia dejó de presentar este comportamiento, pero está extremadamente celosa y ahora sólo está aceptando alimento picado y en el pico. Como ella está en la muda no la estoy volando diariamente, pero desde que el Thot llegó y ella dejó de querer alimentarlo, estoy haciendo vuelos verticales diarios con ella y ella presenta buena respuesta. Por ahora es eso, sigan acompañando el Diario de Thot.

No se olvide de darle me gusta a la página de Corujando por aí en Facebook y se inscribir en nuestro canal en Youtube.

¡Besos!

Kátia Boroni




Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Como funciona a audição das corujas?

Saiba tudo sobre a Egagrópila

O criador das Corujas